foto

CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL – SÃO PAULO

Inaugurado em 2001, o Centro Cultural Banco do Brasil de São Paulo comemora o sucesso de ter atingido seu objetivo: injetar uma vitalidade ainda maior na cena paulistana. Por meio de uma programação instigante e de seus programas educativos, este centro cultural contribuiu para mudar a relação do paulistano com o centro da cidade.

O CCBB, construído em 1901, está localizado no coração histórico da cidade, numa via hoje de pedestres. Em 1923 o edifício foi comprado pelo Banco do Brasil e em 1927, após uma reforma projetada pelo arquiteto Hippolyto Pujol, tornou-se o primeiro prédio próprio do Banco do Brasil na capital. A construção foi inteiramente reformada para abrigar o Centro Cultural Banco do Brasil. Os elementos originais foram restaurados, mantendo assim as linhas que o tornam um dos mais significativos exemplos da arquitetura do início do século XX. A construção de cinco andares (mais subsolo e mezanino) foi tombada pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Arqueológico e Turístico de São Paulo (Condephaat) e pelo Departamento do Patrimônio Histórico (DPH/Conpresp). Com 4.183 metros quadrados, o CCBB São Paulo possui salas de exposições, cinema, teatro, auditório, loja e cafeteria.

A escolha do prédio, no centro histórico de São Paulo, reflete a preocupação do Banco do Brasil com a revitalização da área, que abriga um inestimável patrimônio arquitetônico.

Hoje, mais de um milhão de pessoas circulam diariamente pela região, e o Centro Cultural Banco do Brasil funciona como um ponto de convergência não apenas para a observação, mas também para a popularização, a disseminação e o debate sobre as principais questões culturais no mundo contemporâneo. Como fomentador da arte, o Banco do Brasil apresenta uma programação original, em áreas como música, artes plásticas, cinema, literatura, dança, teatro e programas educativos.

Rua Álvares Penteado, 112, Centro, CEP 01012-000
T 3113-3651 / 3113-3652
ccbbsp@bb.com.br
www.bb.com.br/portalbb/home22,128,10161,0,0,1,1.bb
Visitação: Terça a domingo, das 9h às 21h. Acesso para pessoas com deficiência locomotora.Entrada Franca.
Metrô Sé, Metrô São Bento. Ônibus nas proximidades.

:: voltar

foto