foto

INSTITUTO BUTANTAN - USP

Órgão estadual fundado em 1901 pelo médico Vital Brazil (1865-1950), desenvolve pesquisa científica básica, produção de soros e vacinas e atividades educativo-culturais aplicadas à Saúde Pública. Localizado em ampla área verde próxima à Cidade Universitária, teve seu conjunto arquitetônico e parque tombados como patrimônio histórico e paisagístico pelo CONDEPHAAT, em 1981.

Localiza-se na antiga Fazenda Butantan, onde Vital Brazil preparava o soro para combater o surto epidêmico de peste bubônica em Santos em 1898. A Fazenda dispunha de um laboratório improvisado, uma cocheira adaptada para enfermaria, um alpendre para sangria de cavalos imunizados e um pavilhão para acondicionamento e distribuição de soros. Em 1901, o Presidente Rodrigues Alves deu organização oficial ao Instituto, que recebeu então o nome de Instituto Serumtherápico. Sempre ganhando prestígio, em 1914 foi inaugurado o prédio central, que hoje abriga a Biblioteca, a Divisão Cultural e os Laboratórios de Bioquímica e Farmacologia. Em 1948, um novo prédio foi inaugurado e aos poucos foram construídos o heliporto, biotérios e outros laboratórios. Possui uma biblioteca com cerca de 60.000 volumes, localizada no prédio central, especializada em Biomedicina. O Instituto Butantan, um dos mais importantes pólos de pesquisa na área, produz anual-mente 79 milhões de doses de vacinas e 380 mil ampolas de soro antiofídico. Além da Biblioteca e dos Laboratórios integram o Instituto Butantan: o Museu Biológico, o Museu Histórico, o Museu de Rua e o Museu de Microbiologia.

MUSEU BIOLÓGICO

Funcionando na cocheira construída em 1920, é um dos mais importantes museus do mundo dedicados à exposição de serpentes, lagartos, iguanas, sapos, aranhas e escorpiões vivos e instalados em biodioramas, locais ambientados de forma a reproduzir o mais fielmente possível o habitat natural desses animais. Encontram-se em exposição cem animais, entre os quais, 49 espécies de serpentes, em sua maior parte brasileiras, além de peixes venenosos e o macacário, com 45 macacos da espécie Rhesus. O visitante encontra, ao longo da exposição, descrições dos animais, com textos em português e inglês. A par disso, monitores, identificados pelo colete cáqui, ficam à disposição para esclarecer dúvidas.

O Butantan possui também o Quiosque, com cerca de 15 cobras, o Serpentário, grande tanque de serpentes ao ar livre, e o Macacário, criadouro de macacos, ao lado de um viveiro de gansos.

Possui também a "Estação Cultural Multimídia", onde o visitante pode obter informações sobre estes animais, assim como sobre prevenção de acidentes e outras informações de valor.

MUSEU HISTÓRICO

No antigo laboratório, onde o doutor Vital Brazil trabalhou, este museu apresenta uma coleção de móveis, aparelhos, microscópios, vidraria e outras peças originais, além de painéis que contam a sua história.

MUSEU DE RUA

Em alameda ladeada por árvores, oferece a possibilidade de melhor conhecer a história do Instituto por meio de seus 42 painéis bilíngües.

MUSEU DE MICROBIOLOGIA

Fundado em 2002, este museu cientifico foi criado pelo Prof. Isaías Raw com a proposta de aproximar os estudantes e público em geral da cultura cientifica.

Possui espaço expositivo, auditório e laboratório.

Av. Vital Brasil, 1500, Butantã, CEP 05503-900
T 3726-7222 r. 2206 / 2627-9536
agendamento@butantan.com
www.butantan.gov.br
Visitação ao Museu Biológico, Museu Histórico e ao Museu de Microbiologia: Terça a domingo, das 9h as 16h30.
Horário de funcionamento do Instituto: Terça a domingo, das 8h às 17h.
Visitas monitoradas. Acesso para pessoas com deficiência locomotora.
Ônibus e estacionamento nas proximidades.

:: voltar

foto