foto

CENTRO CULTURAL DO LICEU DE ARTES E OFÍCIOS

Nasceu da dedicação de Leôncio de Carvalho, preocupado com as questões de ensino ligadas à população carente. Com o auxílio de amigos, fundou em 1873 a Sociedade Propagadora da Instrução Popular, escola de primeiras letras, gratuita, onde os alunos, além das aulas, recebiam material, cuidados médicos e remédios. Em 1895, Francisco de Paula Ramos de Azevedo, importante arquiteto, passou a dirigir o Liceu, dando primazia ao ensino profissionalizante. O Liceu seria uma complementação da Escola Politécnica, mas, aos poucos, conquistou independência e respeitabilidade, pelos inúmeros artesãos e artistas que por lá passaram.

A contribuição destes é um fato histórico comprovado pela qualidade de móveis, objetos, janelas, portas, gradis, sem falar de toda uma produção de peças de arte. Por ali passaram, entre outros, os importantes Victor Brecheret e Galileu Emendabili.

Depois de funcionar em outros locais, como o edifício da Pinacoteca, o Liceu foi instalado no atual endereço. No início da década de 80, como anexo, foi fundado o Centro Cultural com o objetivo de difundir as artes e a tecnologia, por meio de exposição permanente de painéis fotográficos e do espetáculo multivisão (apresentação em escala natural de esculturas clássicas importantes; 62 esculturas e 90 painéis informativos), além de cursos profissionalizantes de nível básico (que não exigem escolaridade prévia) e de nível médio (cursos técnicos) abertos ao público.

Rua Cantareira, 1351, Luz, CEP 01024-100
T 2155-3300
atendimento@liceuescola.com.br
www.liceuescola.com.br
Visitação: Mediante agendamento prévio. Metrô Tiradentes, Estação de Trem da Luz. Ônibus e estacionamento nas proximidades.

:: voltar

foto