foto

MUSEU DA ABADIA SÃO GERALDO

Intimamente ligado ao Mosteiro São Geraldo, que desenvolve várias obras sociais e mantém o Colégio Santo Américo, fundado no bairro de Santa Cecília há 50 anos. Grande parte do seu acervo foi cedida por imigrantes húngaros, que aqui chegaram principalmente depois das duas guerras mundiais e após 1956. Os monges beneditinos húngaros vieram a São Paulo auxiliar os imigrantes que não possuíam estrutura para se organizar. É importante salientar que a Hungria perdeu a maior parte de seu território pelo Tratado de Trianon (4/6/1920). Quem vivia nas áreas desmembradas tornou-se apátrida, sem ter nem mesmo passaporte. Com o objetivo de preservar a cultura do povo húngaro, o Museu apresenta temas específicos, a cada mês, para exprimir características da antiga pátria e servir, nos dias de hoje, de ponto de referência. Seu acervo consta de mais de 1.100 peças, entre as quais medalhas, fotografias, vestimentas e objetos que contam um pouco da história da Hungria. Muitos destes objetos pertenciam a imigrantes que, quando aqui chegaram, não tendo lugar para guardá-los, os deixavam com os religiosos, iniciando-se assim a coleção. No fim de 1998 começou, realmente, a organização museológica por uma equipe.

Rua Santo Américo, 357, Vila Sônia, CEP 05629-020
T 4084-1918
museu@csasp.g12.br
www.asg.org.br
Visitação: Terça e quinta, das 9h às 12h e das 14h às 17h.
Mediante agendamento prévio.
Ônibus e estacionamento nas proximidades.

:: voltar

foto